A plástica ocular é uma subespecialidade da oftalmologia que cuida dos problemas relacionados as pálpebras e orbitais. Esses cuidados podem ser tanto por motivos estéticos, ou corretivos. Sendo assim, a plástica ocular pode ser Reparadora ou Estética.

REPARADORA: Trata-se cirurgicamente o mau posicionamento das pálpebras, cílios, reconstruções das pálpebras pos retirada de tumores; desobstrução das vias lacrimais, entre outras terapias.

ESTÉTICA: Dedicada a melhora do aspecto estético das pálpebras e face. Pode ser feita por meio de microcirurgias, aplicação de Botox e preenchedores a base de Àcido Hialurônico (colágeno).

CÍLIOS: Os cílios saõ uma cortina de preteção  para os olhos e também podem apresentar alterações que prejudiquem os olhos e a visão. Exemplo: Triquiase,Cílios que nascem voltados para dentro das orbitas e ficam em contato com os olhos, causando dor e irritação.

VIAS LACRIMAIS: As vias lacrimais são um capitulo a parte na Plástica Ocular. Cuida-se dos lacrimejamentos, olhos secos, obstruções e infecções do canal lacrimal e glândulasExemplos: Oclusão dos pontos lacrimais. Obstrução do canal lacrimal: Muito comum em crianças.

PÁLPEBRAS: São as principais proteções dos olhos. Podem sofrer alterações funcionais, de posição ou estética.

Exemplos:

  • Ectrópio: Pálpebra invertida para fora da órbita.
  • Entrópio: Pálpebra invertida para dentro da órbita. Todas essas alterações causam dor, hiperemia e lacrimejamento.
  • Dermatocacalaze: Excesso de ele nas pálpebras superiores.
  • Rugas: (pés de galinha), linhas de expressão nos cantos dos olhos.

ÓRBITAS: As órbitas  são a parte óssea do globo ocular, é onde se acomodam os olhos, gordura e glândulas lacrimais. Podem sofrer alterações que também requer tratamento. Exemplos: Tumores, traumas e até alguns problemas da Glândula Tireóide.

Todas essas alterações requerem tratamentos cirúrgicos, com médicos especializados e aptos para realizá-los.