O exame pode ser feito em qualquer idade, inclusive desde o nascimento, quando é realizado o chamado “teste do olhinho”. O oftalmologista, por fazer um exame mais detalhado e conseguir diagnosticar doenças tais como estrabismo, alterações nas cias lacrimais, glaucoma congênito, anisometropia ( que é a  diferença de grau considerável de um olho para o outro), retinoblastoma (tumor intraocular), entre outras, deve ser o primeiro profissional a examinar o recém-nascido.

Detectar a necessidade do uso de óculos é outra tarefa muito importante. A falta do diagnostico para os problemas oculares pode ocasionar um déficit de desenvolvimento da visão, a chamada ambliopia, uma situação  fácil de resolver se for diagnostica no inicio. Se não for corrigida, ela altera toda a trajetória da vida (limitação profissional, dificuldades nos concursos públicos, para tirar a carteira de motorista etc.).

Aos 4 anos de idade o exame torna-se mais fácil, a criança torna-se fácil, a criança entende melhor e colabora com o medico, porem deve ser avaliada anualmente, pois é muito comum mudar o grau dos óculos de um ano para outro.

O importante é lembrar que a maioria das doenças oftalmológicas pode limitar a visão, logo a importância de uma avaliação precoce.