A catarata é uma doença que se caracteriza pela opacificação do cristalino. O cristalino é uma lente com a qual as pessoas nascem. Para que se tenha uma boa visão, o  cristalino deve ter a propriedade da transparência. Assim, ele foca a imagem no tecido que fica no fundo do olho, a retina. A catarata é a perda da transparência do cristalino. Ocorre na maioria das vezes por acumulo proteico nas fibras deste tecido, cujo fator predisponente mais comum é o envelhecimento natural do corpo. Existem outras formas de origem da catarata, como aquelas induzidas por corticoides (medicamentos – inflamatórios hormonais ), por doenças, por traumas e aqueles congênitos (ao nascimento). A variedade relacionada ao envelhecimento é a apresentação mais comum da doença. O portador da catarata vai sentir um embaçamento de todo campo de visão e perda do foco para distância. Por mais paradoxal que pareça, nas fases iniciais a catarata pode produzir uma ligeira melhora da visão para perto, causando no portador  a sensação de que a visão melhorou, pois o mesmo se sente menos dependente de sua lente corretiva para leitura. O tratamento da catarata é uma cirurgia simples, indolor, rápida e que demanda de anestesia local. Não precisa de corte, apenas uma incisão de 2,2 milímetros, não necessita de pontos. A recuperação é muito rápida e satisfatória.